O veterano do Luso

Aos 61 anos de idade Manuel Lino é dono e senhor de uma forma física invejável. E sim, consegue correr 10 quilómetros em 39 minutos. E tudo começou na Corrida Popular da Costa Nova.

Aos 61 anos de idade Manuel Lino é dono e senhor de uma forma física invejável que não passa despercebida às gentes do Luso, vila onde nasceu e sempre viveu. Não raras vezes os populares tecem elogios ao atleta veterano que gosta de estar de bem com todos e que conhece a mata e a serra do Bussaco como ninguém. “São muitos anos” - diz Manuel Lino, como que a justificar o seu amor à terra que o viu nascer. Ainda na véspera desta reportagem confessou que pedalou de manhã 70 quilómetros e à tarde foi ainda correr 11 quilómetros para fechar o dia com uma caminhada à Cruz Alta, no alto da Mata do Bussaco. Tudo somado uns valentes 90 quilómetros de exercício num só dia.

 

No final de 2016 ganhou o Prémio Revelação da Gala do Desporto da Mealhada. Um reconhecimento pelo título nacional de duatlo e pelas três vitórias nas São Silvestres da Figueira da Foz, Aveiro e Coimbra. Tudo, claro, no seu escalão, onde “já começam a ser poucos os atletas” - lamenta Manuel Lino que com a sua idade é um verdadeiro exemplo para os mais novos. Uma vez mais o atleta do Luso reduz tudo a algo muito simples: “Gosto de correr e andar de bicicleta e claro há dias em que também fico sem vontade nenhuma, como toda a gente, mas assim que começo o treino a preguiça logo desaparece” - e acrescenta – “É o meu modo de vida e enquanto tiver força e saúde é isto que farei”.

 

A estreia no atletismo aos 58 anos e com 39 minutos aos 10 quilómetros

 

Manuel Lino sempre esteve ligado à prática desportiva: começou pelo futebol, ainda júnior, na equipa do Luso e depois saltou de equipa em equipa pelos campeonatos regionais. Viveu a “fúria” do futebol de salão, ainda a bola não podia subir acima do joelho e o jogo era feito com tabelas de betão ou madeira. As bicicletas só surgem quando o entusiasmo pelo futebol de salão esmoreceu sendo notória a falta crescente de jogadores para uma peladinha no pavilhão. Manuel Lino queria estar ativo e vai daí compra uma bicicleta com o firme propósito de ir até aos moinhos de Penacova, que se viam ao longe.

 

Chegou depois o “boom” do BTT e em 2000 participa na sua primeira prova e logo na vizinha Mealhada: “Eu pensava que íam todos como eu, de fato de treino, sapatilhas e uma modesta bicicleta e afinal aquilo era tudo com bicicletas e equipamentos de topo mas mesmo assim não me saí mal» - confessa Manuel Lino. Na verdade o “não se sair mal” valeu-lhe a atenção de várias equipas que logo o cobiçaram. Assim foi e começou então a participar em provas de BTT.

 

O atletismo é bem mais recente e tudo não passou de uma feliz coincidência: “Há três anos atrás estava de férias na Praia da Barra e ali perto ía-se realizar a Corrida Popular da Costa Nova. Disse à minha esposa que era uma prova que gostava de correr e assim foi. Fiz 39 minutos aos 10 quilómetros e eu mesmo nem queria acreditar” - explica Manuel Lino que dessa forma inicia a sua carreira no atletismo, para, de então para cá, arrecadar vitórias sobre vitórias no seu escalão etário.

 

Os tons esverdeados das encostas da serra do Bussaco convidam Manuel Lino a aventurar-se, dia após dia, agora com todo o tempo do mundo, que a merecida reforma chegou há meses. A vida passa a correr e manuel Lino sabe-o bem: “Não sei como estarei de saúde daqui a 2 ou 3 anos mas espero poder continuar a percorrer a serra de bicicleta ou a correr” - admite Manuel Lino, com um brilho nos olhos, no reflexo de um vida simples, contudo preenchida.